Rádio Web Falando de Contas

DISQUE DENÚNCIA

92 98435-7108

30.3 C
Manaus
quarta-feira, 06/07/2022

DISQUE DENÚNCIA

- Publicidade -
Gráfica Xpress

Rússia interrompe fornecimento de gás natural para a Finlândia

Finlândia se torna terceiro país europeu que tem fornecimento de gás russo interrompido; medida ocorre depois de pedido de filiação à Otan.

- Publicidade -

Este sábado, 21, a Rússia deixou de enviar gás natural para a Finlândia, segundo informação da empresa estatal finlandesa Gasum em comunicado. A Rússia tem exigido pagamento pelo seu gás em rublos, sua moeda oficial, e a Finlândia é o terceiro país europeu que tem o fornecimento do combustível cortado pelo Kremlin devido a essa exigência, depois da Polônia e da Bulgária.

- Publicidade -
Boa noite, Amazônia - Rádio FM Onda Digital

Pagar pelo gás em rublos ao invés de euros ou dólares é exigência do presidente Vladimir Putin para países considerados “hostis” à Rússia em virtude da guerra na Ucrânia.


Leia mais:

Suécia e Finlândia submetem seus pedidos oficiais para entrada na Otan

Suécia e Finlândia pedem adesão à Otan e Putin promete “resposta”


A Finlândia recentemente protocolou, junto com a Suécia, pedido para entrada na Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), assim abandonando décadas de neutralidade em assuntos militares dentro da Europa. Putin prometeu uma “resposta” russa a essa movimentação.

De acordo com a Agência Internacional de Energia, 68% do gás natural consumido na Finlândia em 2020 foi proveniente da Rússia. Porém, as importações de gás da Rússia representam apenas 3% do mix total de energia do país nórdico, que inclui energia gerada a partir de biocombustíveis e fontes nucleares. Ainda assim, o CEO da Gasum, Mika Wiljanen, afirmou que “o inverno será desafiador”.

Via CNN Brasil.
Deixe seu comentário
- Publicidade -

Acompanhe nossas redes sociais

Ivanildo Pereira
Ivanildo Pereira
Repórter de política no Fiscaliza News Jornalista formado pela Faculdade Martha Falcão Wyden. Atua na área de comunicação há oito anos. Política, economia e artes são seus maiores interesses. Trabalha diariamente para levar notícias para o leitor no Fiscaliza News.